Uncategorized

A doença mundial

Estava com a doença do mundo e não sabia. Na verdade, existem milhares de pessoas que estão contaminadas mais sequer conseguem se dar conta porque fisicamente não há nada que delate o seu estado combalido.

Me tornei doente. Sim, porque permiti que as palavras envenenadas me atingissem profundamente. Depois, que aquele veneno se espalhou, comecei a viver como se fosse outra pessoa.

Começo a dizer que não conseguia aceitar a minha realidade, origem e nem condição. Principiei sentindo ódio dos meus próprios pares, a sentir repulsa pelo meio em que vivia e gratuitamente, sem que ninguém fizesse nada contra mim. Só sentia… Sentia um desejo enorme de fugir, de não pertencer, e isso estava me matando dia a dia. Mais estranho foi quando comecei por conta própria a me auto medicar, queria entender aquele tipo de doença maligna e lia diversas fontes para ver se encontrava alguém que fosse capaz de relatar esses fatos, mas, só encontrava fragmentos…. que dificuldade.

Quem me conhecia sequer notou a minha mudança, até porque estava evitando o máximo que podia o contato com a maioria dos meus conhecidos. Aparentemente, de olhar ninguém percebia nada, eu também não. Ao ir trabalhar pela manhã, me produzia toda e lá ia para mais um dia onde deveria estar em contato com milhares de outras pessoas contaminadas em vários níveis da mesma doença que tinha. Depois que fui infectada a minha imunidade estava baixa e quando em contato com outros nas mesmas condições ou ainda mais avançadas, mais facilmente eu me dava conta dos sintomas, o ódio e o mal estar só cresciam descontroladamente. A mente trabalhava a milhão, não podia respirar direito e a falta de ar quando em contato com outros infectados só aumentava. Estava me desgastando, cheguei a um ponto de querer apenas dormir para não ter que perceber aquilo tudo. Quanta gente doente e ainda assim, nada faziam para mudar aquele estado deprimente.

Já ouvi muitas pessoas falarem de boca que devemos lidar assim ou assado com esses sintomas, mais na prática, se você não vive ou não sente, não tem muita propriedade para indicar uma receita infalível que acabe com o problema. O que sei é que todos os dias, encontro em todos os lugares pessoas doentes assim como eu. A minha doença é…. Não vale a pena contar, até porque mesmo depois de revelar, tudo continuará igual. Então se é para ser assim, igual, que seja.  

Anúncios

Um comentário em “A doença mundial

  1. Muitas vezes pensamos em desistir em meio esse conflito conosco , a bagunça que torna dentro da nossa mente e é aí que devemos ter o que acredita e confiar, não falo de placa ou de religião mas que o importante é ter algo que possa prosperar emanter o equilíbrio. Sei como dói ser atingida direta ou indiretamente por essa doença, pois já convivi cara a cara com ela e infelizmente ela ganhou e levou um pedaço de mim…. Que até hoje luto para superar e seguir em frente faltando um pedaço tão importante do meu ♡.
    Att: Talita Oliveira

    Curtido por 1 pessoa

O que achou? Se gostou, compartilha.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s