Uncategorized

Não será nada especial

Colocou na cabeça que suas experiências sentimentais seriam especiais e acreditou nisso por muitos anos de sua vida. Essa crença falsa e de filmes romantizados só a fizeram decepcionar-se com o que acontecia de verdade porque a vida não é o cinema e nem ela era uma personagem dos livros.

Cada vez que algum rapaz aproximava-se, a pobre desgraçada imaginava o quão especial seria se os seus sentimentos fossem correspondidos por igual ou em maior medida. A cada momento ela acreditava que a pessoa pela qual tinha interesse, a faria sentir-se especial porque de tanto ler romances e ver filmes, novelas e ouvir histórias, internalizou que com ela as coisas deveriam se passar tal como nos romances.

Infelizmente teve uma grande decepção, aliás foram várias. Todas as vezes que optou por abrir o coração e declarar seus sentimentos, obtinha uma negativa e quando não, o silêncio. Todos os rapazes dos quais aprendeu a gostar, um a um rejeitaram não apenas os seus sentimentos como também a sua presença. E o primeiro beijo? E o primeiro encontro? O primeiro convite? Como seria o dia em que algum rapaz viesse pedir seu telefone? Não houve nada disso. Ela então culpou a si mesma por ter tido a ilusão de acreditar que era especial e merecia que os acontecimentos também o fossem. Derramou lágrimas por incontáveis vezes, buscou provar para si o contrário, ou seja, ela persistiu após ter recebido vários nãos, seguiu com a ideia enganadora de que alguém apareceria e então, seus sonhos se tornariam reais, viveria um romance como os dos filmes! Acontece que ninguém apareceu, não teve príncipe algum e nem cenas mágicas ou convites inusitados, ela perdeu tempo e não vivenciou milhares de experiências, era de dar dó.

Um dia e não foi do nada, essa ideia lhe ocorreu depois de dias chorando por um rapaz que fez pouco caso dela e do que sentia. Esse mesmo rapaz que ela gostava, a aconselhou a viver tudo aquilo que jamais havia feito antes, disse que ela deveria se tocar, se relacionar com outros rapazes sem apego, assim como todos fazem nos dias atuais. O conselho causou nela uma raiva tão grande que resolveu abandonar todos os seus “sonhos encantados”, ela se odiou pela espera de anos que não teve um dia sequer onde nem o seu menor desejo se tornou realidade. Tudo era coisa da cabeça dela, e portanto, não houve quem viesse de encontro a essas suas aspirações.

Depois de tudo isso, resolveu que nada mais em sua vida aconteceria de modo especial, tudo seria comum, sem graça e banal. Agora ela anda na busca de fazer o que nunca fez sem apego ou sem qualquer compromisso com seus sentimentos, o que vier que venha, ela abraçará sem qualquer pudor mesmo que isso lhe abra feridas. Decidida está em ter feridas abertas por vivencias reais e não mais idealizadas, ela simplesmente perdeu a esperança, a fé e não acredita em mais nada que se diga ou chamem de especial.

Especial mesmo é viver sem seguir padrões e histórias fictícias de romances criados por homens comuns, o especial é viver.

Anúncios

O que achou? Se gostou, compartilha.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s