coisas da vida · Mundo

A noite

A noite quando eles dormem, me sinto segura. Eles não estão nas ruas e isso causa uma satisfação, não ouço seus gritos e conversas, nada. Então aproveito para ser eu mesma, não ando com a cara fechada e até corro e brinco com os cachorros. Ah!!! sensação de liberdade.

Maravilha ouvir o barulho da noite, justamente, o barulho do silêncio da noite. Pego um livro e começo a ler… as horas passam rápido e logo mais irá amanhecer. Já sinto a ansiedade e o medo me perpassarem mais enquanto o dia não chega, estou sendo o que sempre quis. A gente vive uma só vida e só consegue ser o que queremos, por algumas horas.

Não sei o que acontece que na noite quero escrever, acho que é uma maneira de preencher o vácuo dessa rua sem passantes. Uma voz ou outra invade o meu silêncio, e esses gatos e cachorros insistentes que também parecem gostar da noite, quase sempre me irritam. Os cachorros nem tanto, mais os gatos com seus grunhidos ou o que quer que seja, me afastam das minhas interpretações para observá-los faceiros no jogo da conquista. A noite, não quero saber das conquistas dos gatos, afinal, estou pensando e fazendo planos de como aproveitarei melhor a manhã que vem.

É bem como eu vejo. O dia começa a clarear e as vozes na rua pouco a pouco vão aumentando, as janelas que se abrem e as mesmas pessoas já acordam cedo para fofocarem. Por que não dormem mais suas fofoqueiras? Mesmo com tanto frio, essas línguas felinas despertam cedo para vigiar e falar…falar… Elas passam o dia todo falando e só quero que a noite chegue outra vez para que tenha paz.

Quem disse que quero que alguém me veja? Não me importo com nada, visto a roupa que quero e nem penteio os cabelos; é uma pena que logo mais tudo voltará a sua “normalidade”, onde o carro do gás passa horas com aquela musiquinha que ainda que você não queira, acaba virando hit na sua cabeça. Mais tarde também virá o carro do churros, esse daí perde a noção, fica horas parado e ninguém compra nada, vai embora irritante. A noite vem chegando e sinto uma pequena alegria. Não dá para acreditar! O que esse cara está fazendo as dez horas da noite vendendo pamonha?! será que ele não percebeu que sua freguesia já está na cama? Sem noção.

Aproveito para dar uma olhada no lindo céu azul e vou dormir, porque quando acordar tenho muito o que fazer, quero brincar com meus cachorros na rua e sorrir. Sorrir a noite, porque de dia ninguém é feliz. A noite, como sinto saudades da noite.

Anúncios

O que achou? Se gostou, compartilha.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s