Direto do coração · O que estou sentindo

Desculpe se te amo

Foto0825_001

Perdi a oportunidade de viver um grande amor tudo porque nasci com a cor da pele escura. Não pude escolher entre ser branca ou negra, a natureza ou como quiserem a genética, quis que fosse negra mais a cor da minha pele não pode dizer que eu não sou capaz de fazer alguém feliz.

Tudo que tenho é essa pele negra e o coração de carne que assim como qualquer outro, bate e bate ao ritmo do tempo esse coração ainda bate. Acreditava que o amor fosse capaz de vencer o preconceito mais não, ele não pode contra o rancor, a tradição de muitos e a indiferença daqueles que não me aceitam por ser negra e pobre, uma condição natural afinal não nasci em berço esplêndido.

Sei lá porque algo em mim escolheu justo alguém tão diferente do que sou para ser o alvo desse querer te fazer sorrir, se sentir um homem ainda mais especial, amado e livre. Não posso dizer que você é livre, assim como não sou, pois a cor da minha pele me aprisiona ao estigma de menos-valia, mais por trás de todo estigma há um ser em si mesmo que possui valores dos quais muitos não veem em virtude do preconceito.

Eu não só sei amar, como amo. E quando amo é só o que sei fazer; não busco as posses e nem as cifras, apenas o abraço, o acordar pela manhã e ter ao meu lado o meu amor; quero o seu sorriso assim como a noite quer as estrelas, essencialmente quero seu sorriso.

Desculpe se te coloquei em meus planos enquanto meu amor crescia dia a dia. E quanto mais o sentia, mais a razão me trazia a memória as cenas de rejeição e preconceito que tantos e tantos carregam dentro de si, por julgarem que o amor de quem possui a pele negra deve ser sufocado, isolado.

É uma pena que não posso dizer que te amo porque sei que se o fizesse, todos ririam de mim e me condenariam por tentar te fazer feliz. Por tentar andar ao seu lado pra sempre e, por tentar te fazer sorrir dia após dia até que o Sol e a Lua continuem a girar em volta da sua própria órbita (cada um na sua), sem jamais se tocarem, sem jamais se relacionarem!

PS: (Você não saberia o que fazer de mim quando em alguma comemoração familiar seus parentes me excluíssem de toda e qualquer conversa. Você não saberia o que fazer com si próprio quando disserem: “Se escolher ficar com ela, esqueça que tem uma família.” Eu sei o que faria por você. Simplesmente diria: “Você é livre e jamais permitiria que outra pessoa, e principalmente sendo meu amado, sendo você, sofresse nas mesmas prisões que nós negros e negras, fomos acorrentados. Você pode e deve continuar livre!). Te esperaria se você quisesse… 

Anúncios

6 comentários em “Desculpe se te amo

  1. Estamos vivendo uma profunda e dramática inversão de valores, liderada por uma mídia e por um poder político, arredados da realidade social e econômica de uma Nação.

    Curtir

    1. É.Sem dúvidas é a pura verdade. Em partes também somos culpados, pois permitimos que a mídia cause sobre nós uma influência negativa. Ou seja, ninguém mais se questiona a respeito do que vê e do modo como vive. É muito mais fácil deixar com que decidam por nós, só que as consequências não são das melhores. E o mais triste é que aqueles que estão “confortáveis”, não dão a mínima aos problemas sociais ou econômicos; Vivemos tempos de total hipocrisia e egoísmo.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Quando somos de pele ou de raça distinta, temos que lutar sempre para ultrapassar e vencer este estigma social que paira sobre todos nós. Quando os parentes excluem alguém por ser racialmente diferente, temos que estar do lado do nosso parceiro(a) se o(a) realmente amamos, mostrar para a nossa família e amigos que o amor e o respeito estão acima de todo e qualquer preconceito social ou racial.
    Eu sou casado com uma indígena, a minha família não aceitou este fato, mas como o amor e o respeito existe entre nós e também com a família dela, continuamos a viver felizes na comunhão do nosso casamento, como se o preconceito da minha família não existisse em, relação à minha esposa.

    Felicidades.

    Curtir

    1. Cada texto que escrevo para este blog, tem muito da forma como me sinto ou sentia. Fico aliviada que esta tenha sido uma fase pela qual passei com louvor. E é claro que aprendi bastante com essa experiência (que por sinal não vivenciei de fato, foram sentimentos que guardei pra mim mas não revelei a pessoa).
      Via de regra, o fato de não ter passado por essa situação tal como a descrevi, não faz da história menos real, pois do contrário, não teria a chance de saber sobre seu caso. Obrigada por compartilhá-lo ou melhor, por confirmar que esse preconceito ridículo existe.

      Felizmente, não precisei acompanhar ninguém a uma festa de família… De toda forma, o que quis expor é que essas são coisas que acontecem e já passei por outros estágios do preconceito. É preciso ter muita atitude e caráter porque assumir os seus sentimentos e enfrentar sua família, na realidade é para poucos.
      Desejo que seu casamento dê ainda mais certo porque vocês merecem. Deus abençoe. E adorei saber um pouco mais sobre quem é o jomabastos.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Ficaria contente se tratasse-se de algo atual e passageiro, mas sabemos que não é assim, e que essa situação perdura-se por anos a fio e está longe de acabar. Ainda assim, conservo a esperança e o mínimo que espero, enquanto isso não tem fim e se é que terá, é o respeito. Só o respeito pelo próximo já faz uma grande diferença.

        Curtido por 1 pessoa

O que achou? Se gostou, compartilha.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s