O que estou sentindo

Alone, sozinha

Quando quero aparecer para o mundo ele me esconde. Quando quero só ficar no mundo sem ser vista, ele quer que apareça. Hoje estou aqui mais agindo como se não estivesse, na verdade, não queria mesmo estar presente, essa é mais uma daquelas situações em que você finge que está tudo ótimo quando está tudo uma merda. Você tenta esquivar o seu olhar para não ver, mas parece que todos os olhos te procuram. Você quer gritar para o mundo inteiro ouvir, mas seu silêncio incomoda.

Quando quero viver querem que eu morra, agora se quero morrer esperam que eu viva?! Se tiver que ser, então que seja! Não se importe porque as vezes , tudo o que preciso é mergulhar no mais profundo sem que estenda as suas mãos para me trazer a vida.

Por dentro estou sangrando e ninguém vê. A partir de agora é isso que sou, se quiser é isso que posso dar. Não vou mudar por mais ninguém, afinal, nunca valeu a pena mudar por quem não te percebe! Não mudo mais por ninguém. Já mudei tanto ou mudaram-me que nem sei o que realmente sou.

É um saco pensar que tudo depende do outro, antes fosse cada um por si e nada mais. Seria simples, a meu ver, ser apenas eu, nada dessa conversa de viver em sociedade. Grande sociedade essa que exclui e abafa as vozes!!!

Hoje tudo o que quero é ser invisível, intocável e não uma imatura. Quer saber, continue agindo como sempre agiu, finja que não se importa e eu continuo me convencendo que não existo.

Anúncios

O que achou? Se gostou, compartilha.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s